Audiência Pública sobre mosquitos transgênicos

Data do evento: 
2015-03-24 00:00:00
Universidade discute a liberação do Aedes aegypti transgênico com a participação em duas audiências públicas em Piracicaba. A proposta é ampliar a compreensão sobre esta biotecnologia em diálogo com a empresa, setores do governo municipal e sociedade.

Prof. Paulo Kagyama e Prof. José Maria Gusmán Ferraz  alertaram para a necessidade da criação de protocolos muito mais exigentes, que não torne a população nem a biodiversidade cobaias de um experimento. Já o Prof. Paulo mendes complementou afirmando que a Agência Nacional de Saúde Coletiva é contrária ao procedimento de liberação do mosquito e apresentou a Nota Técnica emitida por esta agência. O Conselho Municipal do Meio Ambiente (COMDEMA) também se manifestou, através de sua coordenadora Sônia, e afirmou que esta questão não passou pelo COMDEMA e em nenhum outro conselho da cidade.

A Oxitec, empresa detentora da tecnologia contratada pela Prefeitura se manifestou e em conjunto com o Secretário Municipal de Saúde apresentaram argumentos sobre a pertinência deste procedimento para o controle da dengue na região.

É necessário que os espaços de participação pública seja cada vez mais ocupados para acompanhar e dialogar sobre as ferramentas de gestão pública que impliquem intervenções na área sociomabiental.

Veja os arquivos de vídeos das audiências:

Vídeo audiência pública mosquito transgênico – Fala do Prof. Paulo Kageyama

Vídeo audiência pública mosquito transgênico – apresentação do Prof. José Maria Ferraz

Nota Técnica da Abrasco:

http://www.abrasco.org.br/site/2014/09/nota-tecnica-da-abrasco-frente-a-liberacao-comercial-de-mosquitos-transgenicos-pela-ctnbio/